Um homem de 35 anos foi detido por vigilantes após esfaquear duas pessoas na madrugada desta terça-feira (15) dentro do Hospital de Pronto Socorro, em Porto Alegre. A ação ocorreu no saguão de estrada da unidade, por volta da 1h30min.
 
Conforme testemunhas, o homem se envolveu em uma briga na área externa do HPS, na região da Osvaldo Aranha, e entrou no Hospital. Um acompanhante de uma paciente e um vigilante foram atingidos por uma facada e ficaram levemente feridos. 
 
Outros seguranças da unidade conseguiram deter o agressor, até a chegada da Guarda Municipal. 
 
O homem foi conduzido à 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Porto Alegre. A motivação do crime ainda é desconhecida. O nome do homem detido não foi revelado pelas autoridades. 
 
Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Porto Alegre confirmou o fato e disse que o incidente não afetou os atendimentos na instituição.

(FONTE: http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/homem-e-preso-apos-esfaquear-duas-pessoas-na-recepcao-do-hps--em-porto-alegre--204094.html)
   
FOTO: Cristine Rochol
15 de Agosto de 2017
Nesta segunda, 14/08, às 18h30, a ASHPS promove debate para discutir o pacotaço proposto pelo governo Marchezan. A atividade acontece na sala de aula do 6º andar do Hospital de Pronto Socorro. Os palestrantes serão o Procurador Municipal de Porto Alegre, Dr. Edmilson Todeschini, e a Vereadora pelo PSOL, Fernanda Melchionna. Dentre os temas debatidos estão a retirada de direitos constitucionais e históricos; o pagamento do 13° salário parcelado e efetuado apenas no dia 5 de janeiro; a Lei 133; e o fim do Plano de Carreira, dos adicionais de 15% e 25%, dos triênios e das Licenças Prêmio.
12 de Agosto de 2017
No último dia 4 de agosto, a Associação dos Servidores do Hospital de Pronto Socorro (ASHPS) promoveu mais uma reunião em busca de solução para os servidores em Licença Aguardando Aposentadoria (LAA). Na ocasião, a Vice-Presidente da ASHPS, Isabel Sant Ana e o advogado do escritório Paese, Ferreira e Advogados Associados, Dr. Marcelo Lipert, informaram, esclareceram e encaminharam condutas a serem tomadas pelos municipários em LAA.
A motivação para a realização do encontro foi a publicação, no Diário Oficial de Porto Alegre (DOPA), de portaria regulamentando e dando andamento no processo de aposentadoria de 137 profissionais em LAA que aguardavam a definição. A medida também possibilitará a futura contratação de novos servidores.
Ao final do encontro, chegou-se a conclusão de que é melhor para os trabalhadores em LAA aceitarem as condições oferecidas atualmente pela Prefeitura para que se aposentem. A ideia é que os municipários busquem seus direitos na justiça após serem aposentados pelo Previmpa. Lipert explicou que, na atual conjuntura, é melhor para os servidores garantirem a aposentadoria, pois, se mantendo em licença, estão perdendo diversos direitos, como o desconto integral da previdência e a perda das médias, dentre outros.
Lipert ainda alertou que, para futuro ingresso na justiça, será necessária a apresentação de cópia integral do processo de aposentadoria e das fichas financeiras, desde a admissão até a data da aposentadoria.
Ainda concluiu-se que o Prefeito Marchezan deve resolver o impasse, retirando os 40% e concedendo 20% de insalubridade a todos em LAA que tem graus de insalubridade divergentes. Além disso, ele não deverá exigir a restituição, devido a acordo feito em 2011, para manter os servidores antigos com 40% de insalubridade.
 
LAA
A Licença Aguardando Aposentadoria é um procedimento presente na Lei Orgânica do Município, que prevê que após decorridos trinta dias da data em que tiver sido protocolado o requerimento da aposentadoria, o servidor público será considerado em licença especial, podendo afastar-se do serviço, com remuneração total.
Estima-se que cerca de 230 municipários encontram-se em LAA. Somente no Hospital de Pronto Socorro (HPS) são mais de 150 profissionais aguardando uma definição, entre médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Também existem servidores que enfrentavam o impasse em Pronto Atendimentos e Samu.
 
05 de Agosto de 2017
Contando com participação massiva dos municipários da saúde, um grande ATO PÚBLICO aconteceu na tarde dessa terça (01/08). Promovido pelo SIMPA, a manifestação teve a presença de colegas do HPS, do HMIPV, do SAMU, da BOM JESUS, do PACS e da RADIOLOGIA, além de servidores aposentados. O Presidente da ASHPS, Everaldo Nunes, convocou os servidores a se envolverem ainda mais. "Nossa mobilização tem que aumentar, não permitiremos a retirada de direitos. O momento é de AÇÃO e a participação tem que ser total".
01 de Agosto de 2017