ASHPS organiza ato contra atraso do 13º salário dos municipários
 
Na última sexta feira (02/12), o Prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, anunciou que não pagará o 13º salário dos servidores municipais. Em reação a mais esse desmando do governo municipal, será realizado Ato da Saúde Contra o Atraso do 13º Salário. A atividade acontece nesta segunda feira (05/12), às 12h30, em frente ao Hospital de Pronto Socorro (HPS).
 
A promoção desse Ato é da Associação dos Servidores do Hospital de Pronto Socorro (ASHPS), CORES Saúde e Associação dos Servidores da Secretária Municipal de Saúde (ASSMS).
 
Logo em seguida, às 14h, os servidores se dirigem ao plenário da Câmara de Vereadores para pressionar pela aprovação da Emenda 109. Essa medida regula os reajustes, despesas de pessoal e encargos sociais na Lei Orçamentária de 2017. Também garante a publicação do edital contendo o resultado final das progressões funcionais do biênio 2013-2014, que deverá ser realizada até o dia 31/08/2017.
 
Confira a programação das manifestações dos municipários nesta segunda feira, 05/12:
 
12h30min - ATO DA SAÚDE CONTRA O ATRASO NO 13º SALÁRIO, em frente ao HPS
 
14h – PRESSIONAR PELA APROVAÇÃO DA EMENDA 109 (Progressões/Reposição 2017), na Câmara de Vereadores
04 de Dezembro de 2016
Informação foi passada durante nova reunião com Secretário Municipal de Administração
 
A Associação dos Servidores do Hospital de Pronto Socorro (ASHPS) luta há meses para que a Prefeitura Municipal permita a aposentadoria de mais de 170 servidores que estão em Licença para Aguardar Aposentadoria (LAA). Nos últimos dias, as reivindicações parecem ter evoluído. Durante reunião nesta sexta (02/12), o Secretário Municipal da Administração, Carlos Fett, prometeu que o projeto de lei que regularizará a situação destes municipários será encaminhado à Câmara de Vereadores ainda este ano. 
 
“São ótimas notícias! Na próxima terça, 6 de dezembro, seremos comunicados de quando este projeto será efetivamente encaminhado ao Legislativo. Mesmo com essa evolução, temos que permanecer mobilizados e precisamos encher o plenário da Câmara no dia da votação. Contamos com a presença de todos os servidores”, ressalta a Vice-Presidente da ASHPS, Isabel Sant Ana.
 
A LAA é um direito do funcionário público municipal. 30 dias após protocolar seu pedido para aposentar-se, o municipário é considerado licenciado. Em Porto Alegre, mais de 170 servidores da saúde estão em LAA por cerca de três anos. Esta lentidão na concessão de aposentadorias tem prejudicado o atendimento no Hospital de Pronto Socorro (HPS). Somente nesta semana, a ASHPS e o Sindicato Médico do RS (SIMERS) estiveram em duas reuniões com a Administração Municipal buscando solucionar a questão.
02 de Dezembro de 2016
Pedido é para que situação dos servidores aguardando aposentadoria seja regularizada
 
A Licença para Aguardar Aposentadoria (LAA) é um direito do funcionário público municipal. 30 dias após protocolar seu pedido para aposentar-se, o municipário é considerado licenciado. Em Porto Alegre, mais de 170 servidores da saúde estão em LAA por cerca de três anos. Esta lentidão na concessão de aposentadorias tem prejudicado o atendimento no Hospital de Pronto Socorro (HPS). Para tentar resolver essa questão, a direção da Associação dos Servidores do HPS (ASHPS) e representantes do Sindicato Médico do RS (SIMERS) entregaram abaixo-assinado ao Secretário Municipal da Administração, Carlos Fett, nesta terça, 29/11. 
 
Fett declarou que a Prefeitura enfrenta diversos problemas, mas que tem interesse em resolver essa situação, que considera desrespeitosa com aqueles que adquiriram o direito a aposentadoria. Ele apresentou cópia da minuta do projeto de lei que resolveria a questão, sem perdas salariais aos servidores. Falta apenas a tramitação na Câmara de Vereadores. “A ASHPS e os sindicatos já encaminharam essa cópia do Projeto de Lei para avaliação de seus respectivos departamentos jurídicos”, relatou o Presidente da Associação, Everaldo Nunes.
 
Nova reunião foi agendada para esta sexta, 02/12, para o prosseguimento das negociações. “É de suma importância que continuemos a mobilização e nos mantenhamos unidos, pois parece que agora as portas para o entendimento começaram a se abrir”, conclui a Vice-Presidente da ASHPS, Isabel Sant Ana.


29 de Novembro de 2016
O escritório Souza Nunes Advocacia possui convênio com a ASHPS, atuando nas áreas de Direito Civil, Consumidor e Família. Atendimentos fixos acontecem na sede da Associação, todas as sextas-feiras à tarde.
As seguintes ações já foram ajuizadas em favor dos associados:
- Divórcio;
- Dissolução de união estável com partilha de bens;
- Regulamentação de guarda dos filhos;
- Fixação, redução ou exoneração de pensão alimentícia;
- Ações indenizatórias em razão de inscrição indevida no SPC e SERASA;
- Defesa em processo administrativo disciplinar;
- Consultoria jurídica de forma preventiva, visando a orientação do associado nos assuntos mais variados. 

22 de Novembro de 2016
Parceiros